(11) 3938-3133 | WhatsApp (11) 99002-9873 CONTATO@ESCOLAGRAPHITE.COM.BR
FERRAMENTAS

Se você é da área de construção civil, trabalha ou estuda arquitetura e/ou engenharia, certamente já ouviu falar do Autodesk Revit, um software feito para o BIM (Building Information Modeling). Mas você sabe como usá-lo?


 

 

A aprendizagem do Revit não vai transformá-lo em um arquiteto, um engenheiro civil ou um engenheiro de instalações prediais. Este conhecimento acadêmico ainda provém de universidades e cursos técnicos específicos, você ainda terá necessidade de estudar essas disciplinas durante alguns (vários) anos. No entanto, aprender esta ferramenta se tornará um facilitador, um otimizador de tempo e de processos, e uma parte indispensável da sua carreira, uma vez que é crescente o número de anúncios de emprego e de estágios que estão colocando-o como pré-requisito. E no Brasil, algumas universidades já começaram a ensiná-lo também.

Algumas pessoas poderiam argumentar que o Revit não é o único software voltado para o BIM 3D, e elas estarão corretas! O ArchiCAD, por exemplo, possui vários adeptos também. Porém, talvez por uma questão geográfica (nos Estados Unidos e no Brasil ele tem maior quantidade de usuários), ou talvez também por causa da empresa desenvolvedora ser uma “velha conhecida” (por causa, principalmente, do “clássico” Autodesk AutoCAD), o Autodesk Revit ainda é (e provavelmente ainda será) o software cujo domínio é o mais requisitado.

Aprender Revit lhe dará uma valiosa experiência no mundo real simulando a construção antes dela se iniciar: criando desenhos digitais, modelos 3D, seções e detalhes. Você vai aprender como projetar pisos, paredes, janelas e portas em planta, que automaticamente geram vistas e visualização em 3D, dentre outras facilidades.

COMPATIBILIZAÇÃO

Neste mesmo software você pode projetar, analisar e compatibilizar os projetos estruturais, de hidráulica, de elétrica e HVAC (mecânica predial: aquecimento, ventilação e ar condicionado). Saber como representar e transmitir com confiança tudo o que seu projeto possui é tão importante quanto saber como esboçá-lo no seu primeiro croqui.

FUNCIONAMENTO DO BIM

O Revit não é BIM. Mas é construído para o BIM. Ambos, conhecer o  Revit e o BIM são muito importantes para o seu futuro. O Revit ajuda a visualizar problemas e soluções, coordenar e colaborar, simular e evitar problemas sérios, a fim de que todos ganhem graças à interligação de dados que ocorre dentro de um modelo BIM. Você não fará só uma maquete 3D bonita, um modelo BIM vai muito além.

Dentro de um modelo BIM, qualquer pequena mudança que você faça em algo, reflete automaticamente em todo o projeto. Dominando esta ferramenta, você terá uma vantagem distinta sobre todos os seus colegas que ainda estão mais acostumados a trabalhar com desenhos em 2D.

PRODUTIVIDADE

Não se trata apenas de entregar um projeto da faculdade em menos tempo, ou de ficar menos tempo preso ao seu trabalho final de graduação, ou de aprender este software porque todos os seus amigos que o utilizam são mais velozes e eficientes, ou mesmo de, após se formar, você sozinho conseguir ser o “exército de um homem só” em seu escritório graças ao domínio de uma ferramenta BIM. Várias pessoas citam estes motivos ao porquê de quererem aprender o Revit. Mas não se trata de tão somente isso, apesar de tudo isso também ser possível.

Lembre-se que, como profissional, seu trabalho final será sempre o de resolver os problemas da forma mais eficiente, com os melhores resultados, com o menor custo e no menor tempo dedicado possível.

Usando componentes de construção inteligentes (Revit families, objetos paramétricos inteligentes) você ganha mais agilidade e maior precisão. Além disso, o projeto no Revit, ao refletir as mudanças em todo o seu modelo automaticamente, melhora também a colaboração com vários usuários trabalhando simultaneamente no mesmo modelo ao mesmo tempo, através de ferramentas de colaboração em servidor (local) e também em nuvem (com colaboração à distância).

A INDÚSTRIA E AS FASES DA CONSTRUÇÃO

A indústria AEC (Architecture, Engineering, and Construction – o setor de arquitetura, engenharia e construção) está avançando rapidamente com os entregáveis em BIM. Isto têm se tornado, cada vez mais, não só um adicional bem vindo como era antes, mas sim uma exigência em alguns concursos e licitações, e mesmo entre os produtos entregáveis que são requisitados ao seu escritório mesmo ele nem sendo tão grande ainda, cada vez mais o produto solicitado é também o modelo em BIM. O CAD (Computer Aided Design – Desenho assistido por computador, mais voltado à representação gráfica) tem sido deixando cada vez mais para trás, pois tornou-se uma forma antiquada de desenhar e documentar os projetos. O Revit foi lançado em 1999-2000, e foi trazido ao Brasil em meados de 2005-2006. Mas mais  recentemente, com a exigência cada vez maior do mercado pela adoção do BIM, ele começou a ganhar mais escritórios e usuários adeptos.

Para uma nova construção, ele torna-se um requisito indispensável na medida em que todas as disciplinas (arquitetura, estrutura, hidráulica, incêndio, elétrica, iluminação, ar condicionado, telefonia, segurança,…) são compatibilizadas, evitando-se clashes (conflitos) no BIM 3D, gerando um cronograma melhor e mais realista (BIM 4D), e orçamentos com menor margem de erros (BIM 5D).  A manutenção predial e a análise de eficiência energética (BIM 6D e 7D) também são facilmente realizadas desta forma.

REFORMANDO

A ferramenta BIM também é a solução no caso de um edifício já existente e que será reformado, situação esta que sempre foi um verdadeiro desafio: como documentar as condições existentes, principalmente em edifícios históricos e com detalhes volumetricamente rebuscados? Avanços em digitalização via escaneamento a laser (laser scan) e na tecnologia de nuvem de pontos, permitiram simplificar e tornar viável o processo de “digitalizar” o existente e realizar um projeto de reforma ou mesmo de restauro, de modo realista dentro do Revit. Para intervenções não tão drásticas e sem necessidade de nuvem de pontos, o Revit também usa “fases” para distinguir a construção existente, o demolido, intervenções temporárias e novas construções, automaticamente.

POSSIBILIDADES

Melhores resultados consistentes significam um portfólio muito mais forte, e que abrem maiores possibilidades em sua carreira. Mais tarde, tendo o mindset correto, talvez você se torne o responsável pela implantação BIM dentro da empresa em que foi contratado. Mas esse longo assunto será retomado em uma outra matéria.

Já teve sua experiência com o Revit? Conte para nós o que você achou!
Escreva seu feedback nos comentários abaixo!
Imagem: Arquivo pessoal